Conversei longamente com vários amigos executivos sobre liderança nos últimos dias.

Faço isso periodicamente para identificar necessidades de aprendizagem e oportunidades de aprimoramento profissional.

Explicando melhor: a maior parte dos clientes e alunos do LabFazedores é composta por líderes e futuros líderes (talentos identificados como líderes potenciais). Nossas experiências de aprendizagem giram em torno de três pilares principais: liderança, cultura organizacional e inovação no contexto pós-digital.

As conversas foram abertas e a questão central pode ser resumida assim:

O que os novos líderes deveriam saber e não sabem?

Pela riqueza das informações, achei que valia compartilhar alguns dos gaps de aprendizagem mais citados.

– Ser capaz de entender e priorizar demandas complexas.

– Desenvolver a empatia e formar talentos em suas equipes.

– Conhecer profundamente as habilidades, gostos e motivações dos liderados.

– Liderança situacional e capacidade de delegar.

– Enxergar as mudanças em sua área de atuação e identificar o que terá que aprender.

– Ser capaz gerenciar seu plano de aprendizagem e desenvolvimento de carreira.

– Design de serviços e entendimento do cliente.

– Modelagem de negócios e criação de indicadores.

– Aprender a ser ágil sem ser superficial.

Importante dizer que trata-se uma amostra pequena, composta por clientes e amigos. As conversas foram abertas e informais. Muitos outros insights valiosos foram colhidos e servirão de base para nossos novos programas. Quer saber mais? Entre em contato comigo.

O que chama a atenção é que as percepções que compartilhei e algumas outras são reiteradas a cada novo ciclo de conversas e pesquisas. Não importa a amostra ou o método (faço questão de variar), alguns temas são velhos conhecidos.

As tecnologias estão transformando os mercados mais uma vez – agora em uma velocidade nunca antes experimentada – contudo, continuo convicto que as pessoas permanecerão no centro dos processos. De uma forma bem diferente, mas ainda assim humana.

Relacionamentos, comunicação e emoções são e continuarão sendo nossos grandes desafios.

Vamos ampliar essa conversa?

Me diz aí nos comentários: quais são as principais necessidades de aprendizagem que você observa nos líderes com os quais tem contato (vale hard e soft skills)? O que você acha que eles deveriam saber e não sabem?